quinta-feira, 23 de março de 2017

Jogo teatral de Augusto Boal realizado em um dos encontros com o grupo de teatro e performance do SERB.


JOGO TEATRAL

Autor: Augusto Boal
Obra: Jogos para atores e não atores
Aquecimento: Sem deixar nenhum espaço vazio na sala p. 171

 
Sem deixar nenhum espaço vazio na sala, todos os atores deverão caminhar com rapidez (sem correr), de maneira que seus corpos estejam sempre mais ou menos equidistantes de todos os outros e espalhados pela sala.
a) De tempos em tempos, o diretor dirá “Para!” e todos deverão parar, procurando fazer com que não haja nenhum espaço desocupado na superfície da sala.
Não se pode parar antes do “Para!”. Se alguém vê um espaço vazio, vai completá-lo
com seu corpo; no entanto, como e proibido parar, deve continuar andando,
buscando outro espaço vazio e esvaziando aquele onde esta.
b) Em vez de dizer somente “Para!”, o diretor dirá também um numero, e então todos deverão formar grupos segundo o numero anunciado: 3, 5, 8 pessoas etc. Cada grupo deve estar eqüidistante dos outros grupos, a fim de não permitir que haja espaços vazios na sala.
c) O diretor menciona um numero e uma figura geométrica, e os atores deverão se organizar em grupos formando a figura geométrica indicada: quatro círculos, três losangos, cinco triângulos etc.
d) O diretor menciona um numero e uma parte do corpo. Se disser, por exemplo, três narizes e sete pés, então três narizes e sete pés deverão se tocar. Todo o espaço da sala devera estar ocupado por grupos que estejam equidistantes, como nos exercícios anteriores.
e) O diretor menciona uma cor e uma peca de vestiário; por exemplo, juntem-se pela cor da camisa, ou dos cabelos, ou dos olhos... e os atores assim o farão... assegurando-se de que os grupos estejam igualmente distribuídos por toda a sala.
f) Os atores correm lentamente (no correr, em alguns momentos os dois pés ficam no ar; no andar, um dos pés esta sempre no solo). De tempos em tempos, o diretor dirá “Colar!” e imediatamente os atores se juntarão (colados) em grupos de três, cinco ou mais integrantes, sem parar de correr. Em seguida o diretor dirá “Separar” e todos se separarão. O diretor dirá “Para!” e todos pararão onde estão, com um só pé tocando o solo. O outro pé e as duas mãos tentarão tocar três companheiros diferentes: o resultado será uma teia de aranha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário